Confira a trajetória de Osama Bin Laden

Após muita perseguição, como numa espécie de filme faroeste, o líder da rede terrorista al-Qaeda finalmente foi identificado e, em uma operação pequena – que contou com a precisão cirúrgica dos soldados norte-americanos – foi assassinado em Abbottabad, no Paquistão.

Osama Bin Mohammad bin Awad bin Laden nasceu em 1957, em Riad, na Arábia Saudita, um dos mais de 50 filhos de um empresário milionário. Há relatos conflitantes sobre a sua data precisa de nascimento. Em 1976, cursou Gestão e Economia na Universidade de Jeddah.

No ano de 1984, após a União Soviética invadir o Afeganistão no fim de 1979, Bin Laden passou a dar suporte aos voluntários árabes que desejavam lutar contra as forças soviéticas.

Em 1988, nasceu a al-Qaeda (A Base) que passou a funcionar como uma referência fundamentalista para os muçulmanos radicais.Em 1991, Bin Laden deixou a Arábia Saudita e seguiu para o exílio. Já em 1994, a Arábia Saudita revogou a sua cidadania.

Em agosto de 1996, Bin Laden emite uma  fatwa, ou um decreto religioso, apontando que os militares dos EUA deveriam ser mortos. Em outubro, dois atentados na Arábia Saudita deixaram 24 militares americanos e dois índios mortos.

Em 1998, caminhões-bomba explodiram nas embaixadas dos EUA no Quênia e na Tanzânia, matando 224 pessoas, incluindo 12 americanos. Bin Laden foi acusado de planejar esses atentados. O então presidente Bill Clinton ordenou ataques com mísseis.

No dia 12 de outubro de 2000 a al-Qaeda atacou o destróier da Marinha Americana, USS Cole, ancorado no Porto de Aden, no Iêmen. Dezessete marinheiros foram mortos.

No memorável 11 de setembro de 2001, três aviões foram sequestrados e bateram em marcos importantes dos EUA, destruindo o World Trade Center e o Pentágono. Um quarto avião sequestrado caiu na Pensilvânia. Cerca de três mil pessoas foram mortas. Em um vídeo divulgado posteriormente, Bin Laden disse que o colapso das Torres Gêmeas superou as expectativas da al-Qaeda. O terrorista passou a ser procurado vivo ou morto.

Em outubro de 2001, os EUA atacaram o governo talibã no Afeganistão, base de Bin Laden e da al-Qaeda. Em dezembro de 2001, as forças antitalibãs capturaram o principal reduto de Osama nas montanhas de Tora Bora, no leste do Afeganistão.

No mês de outubro de 2004, Bin Laden influenciou a campanha eleitoral dos EUA em sua primeira mensagem em vídeo em um ano para ridicularizar Bush. Em janeiro de 2006, divulgou outra mensagem para mostrar que ainda estava no comando da al-Qaeda. Em setembro daquele mesmo ano, Bush prometeu que encontraria o terrorista.

Em 24 de janeiro de 2010, por meio de uma fita de áudio, Bin Laden assumiu a autoria do mal-sucedido atentado de 25 de dezembro, com um avião americano, e prometeu continuar os ataques contra os Estados Unidos.

Entre janeiro de 2010 e janeiro de 2011, o presidente Barack Obama afirmou que a al-Qaeda estaria enfraquecida pelas ações dos EUA. A partir daí, gravações e áudios atribuídos a Bin Laden tentaram mostrar que a organização ainda era forte.

No dia 1º de maio de 2011, Osama Bin Laden foi morto no Paquistão e seu corpo foi recuperado pelas autoridades americanas, anunciou o presidente dos EUA, Barack Obama.

Anúncios
Esse post foi publicado em Textos do BH. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s