TIM mira em parcerias com governo brasileiro

A Telecom Itália – dona da TIM – resolveu investir pesado no Brasil. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, o presidente mundial da rede de telefonia, Franco Bernabé, apresentou nesta semana duas propostas bilionárias ao governo federal.

A primeira delas prevê uma parceria com a Telebrás para impulsionar o plano de banda larga. A segunda propõe outra parceria com os Correios. O objetivo da companhia italiana seria criar uma empresa de telefonia móvel com a bandeira da estatal brasileira. Nos dois casos, a TIM entraria com a infraestrutura.

Segundo informações da Telecom Itália, no caso da oferta para a banda larga, seria possível oferecer ao consumidor um preço inferior a R$ 35 – estipulado pelo governo para seu projeto de inclusão digital. “Tudo o que a Oi ofertar nós fazemos pela metade”, declarou Bernabé à Folha.

No ano passado, a concorrente no ramo das teles apresentou uma proposta para comandar o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) por R$ 27 bilhões. A diferença entre o que cada empresa ofertou ao governo federal, é que a Oi propôs ser gestora, enquanto a TIM ofereceu parceria com a Telebrás.

O presidente da TIM, o também italiano, Luca Luciani, assegurou que o custo da telefonia móvel é muito mais barato que o da fixa. “A gente oferece por R$ 0,50 diários acesso a smartphone, o que dá R$ 15 mensais. Temos 8 milhões de usuários. Dá pra fazer isso em escala global? Dá”, concluiu.

Em relação à proposta de parceria com os Correios, a ideia seria baseada na decisão do governo brasileiro de que a estatal deverá oferecer um celular próprio pelo sistema MVNO – que se refere a um operador virtual. Para tal a TIM entraria com a infraestrutura.

Em entrevista recente, concedida na Embaixada da Itália, Bernabé afirmou que a companhia está no rumo certo por ter dado um novo rumo a sua estratégia em seus investimentos globais nos últimos anos. Após se desfazer de ativos na América Latina e Europa, a Telecom voltou suas atenções para o eixo Itália/Brasil/Argentina. Atualmente, o mercado brasileiro significa 22% do faturamento total da Telecom Itália, calculado em € 27 bilhões.

A telefônica de Franco Bernabé estima investir R$ 8,5 bilhões no País até 2013. “Há uma ‘brasilianização’ forte da nossa empresa. Temos um plano ambicioso e um compromisso de longo prazo com o Brasil”, analisou, dizendo também que, cerca de 40% dos novos recursos financeiros da TIM estão migrando para Norte e Nordeste, onde já é líder.

O único momento em que Bernabé hesitou foi na hora de comentar o nível da mão de obra do País. “Pode ser realmente um problema, mas o Brasil tem uma população muito jovem, e a presidente Dilma Rousseff está cuidando disso”, contemporizou.

Anúncios
Esse post foi publicado em Textos do BH. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s