Petrobrás anuncia alta de 32% no lucro líquido do segundo trimestre

A Petrobrás anunciou que teve alta de 32% no lucro líquido do segundo trimestre na comparação com o mesmo período do ano passado. De abril até o fim de junho de 2011, a estatal obteve lucro líquido de R$ 10,94 bilhões. Já no segundo trimestre de 2010, a Petrobrás registrou lucro de R$ 8,295 bilhões. O resultado apurado no quarto, quinto e sexto meses deste ano ficou em patamar semelhante ao verificado no primeiro trimestre de 2011, quando a organização anunciou lucro líquido de R$ 10,98 bilhões.

Vale dizer que, no primeiro semestre a Petrobrás apresentou lucro líquido recorde de R$ 21,9 bilhões. Isso significa uma alta de 37% em relação aos R$ 16 bilhões verificados nos seis primeiros meses de 2010.

O atual objetivo da estatal, no plano corporativo, é ampliar a base de investidores e melhorar as condições de captação de recursos. Um dos grandes destaques verificados no âmbito financeiro foi a melhora, para A3, do rating da dívida da companhia em moeda estrangeira, dado pela agência de classificação de risco Moody’s.

Ainda segundo dados divulgados pela empresa, a receita líquida da companhia chegou aos R$ 61,469 bilhões entre os meses de abril e junho – o que representou uma alta de 14,6% em relação a igual período do último ano. Segundo especialistas, o crescimento da receita pode ser explicado pela recuperação dos preços do petróleo na comparação anualizada.

Outro dado apresentado pela Petrobrás, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) trimestral registrou R$ 16,139 bilhões no segundo trimestre de 2011. Usando por base comparativa o mesmo período do ano passado, houve uma expansão de 1,33%. O resultado financeiro foi positivo em R$ 2,895 bilhões, ante R$ 630  milhões negativos em período idêntico do último ano.

Uma das principais marcas do segundo trimestre na Petrobrás foi a expectativa pela definição do Plano de Negócios 2011-2015, que só ocorreu em julho. O plano estima investimentos da ordem de R$ 389 bilhões (US$ 224,7 bilhões) – a maior parte desta quantia (US$ 127,5 bilhões), ou 57% do total, será destinada à área de Exploração e Produção.

A área de Refino, Transporte e Comercialização receberá US$ 70,6 bilhões. Outros US$ 13,2 bilhões serão destinados à área de Gás e Energia, US$ 4,1 bilhões à de Biocombustível, US$ 3,8 bilhões à Petroquímica, US$ 3,1 bilhões à Distribuição e US$ 2,4 bilhões ao Corporativo.

Segundo orientações do Plano de Negócios da estatal 95% dos investimentos (US$ 213,5 bilhões) deverão ser destinados a atividades desenvolvidas no Brasil; enquanto os outros 5%, ou US$ 11,2 bilhões em atividades fora do País. No total, o Plano de Negócios prevê a realização de 688 projetos. É importante dizer que 57% deste total, se refere a projetos já autorizados para execução e implementação.

O investimento total da Petrobras em 2011 deverá somar R$ 84,7 bilhões, uma expansão de 10,9% em relação aos R$ 76,4 bilhões investidos no ano passado. O montante, por outro lado, é 8,9% inferior ao orçamento previsto inicialmente para 2011, que era de R$ 93 bilhões.

Anúncios
Esse post foi publicado em Textos do BH. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s