Vale a pena refletir

Acabei de ler o texto abaixo, divulgado hoje (31/10) no Blog do Noblat e escrito pelo próprio, e concordo em gênero, número e grau com tudo o que ele diz. Quero deixar claro que, não defendo aqui, uma inocência (?) do ex-ministro Orlando Silva, muito menos, a necessidade imperiosa de sua volta – embora, inegavelmente, ele tenha informações fundamentais para a pavimentação dessa estrada que leva à organização da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016.

No mais do mesmo em que se transformou o Ministério do Esporte – leia-se por: PCdoB segue vivo no comando da pasta – a única mensagem que fica é exatamente a que foi inferida por Noblat. Se Dilma vê tantas adjetivações em Silva, teria sido ela vulnerável à opinião pública não mantendo a defesa incondicional do ex-ministro?

 

Enviado por Ricardo Noblat – 31.10.2011 | 18h53m

COMENTÁRIO

Volta, Orlando! Volta!

A presidente Dilma bem que poderia esclarecer por que forçou o ex-ministro Orlando Silva, do Esporte, a pedir demissão. Certamente não foi por que um policial militar, sem apresentar provas, disse que Orlando recebeu dinheiro entregue em mãos dentro da garagem do ministério.

Deve ter sido então pelo conjunto da obra. Entenda-se como tal: convênios com Ongs fantasmas ligadas ao PC do B, partido de Orlando; convênios com Ongs que não aplicaram o dinheiro como deveriam; convênios que jamais foram vistoriados; suspeitas de desvio de dinheiro para o PC do B.

Bem, mas se Orlando acabou afastado devido ao conjunto da obra não faria sentido ter seu trabalho qualificado de “excepcional” pela presidente da República. E foi dessa maneira, hoje, na posse do ministro Aldo Rabelo, que Dilma se referiu ao trabalho de Orlando à frente da pasta do Esporte.

Dilma foi mais longe: “Orlando Silva não perde meu respeito. Desejo-lhe muito sucesso em sua cruzada pela verdade. Perco um colaborador, mas preservo o apoio de um partido cuja presença no meu governo considero fundamental”.

Por sua vez, Aldo apontou Orlando como “vítima” da luta política, e aproveitou para defender o PC do B. E Orlando foi longamente aplaudido de pé quando repetiu pela enésima vez que é inocente.

Ou Dilma é fraca, capaz de demitir um auxiliar que vinha fazendo um trabalho excepcional, ou não costuma dar valor às palavras que usa.

Link: http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2011/10/31/volta-orlando-volta-413949.asp

Anúncios
Esse post foi publicado em Textos do BH. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s