Policial que matou inocente é absolvido no Rio

A Justiça do Rio de Janeiro decidiu hoje (16/01) pela absolvição do cabo do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), Leonardo Albarello, que, em maio de 2010, matou um fiscal de supermercado. Enquanto participava de uma operação policial no Andaraí, na zona norte da cidade, o policial teria confundido uma furadeira – que a vítima segurava – com uma arma.

No dia 12 de dezembro do ano passado, Murilo André Kieling Pereira, da 3ª Vara Criminal do Rio, afirmou em sentença que “qualquer policial teria a mesma ação que o agente, nas mesmas circunstâncias em que este se encontrava”.

Para o magistrado, Albarello “foi motivado por um expressivo conjunto: o ínfimo espaço de tempo para reflexões; a pressão de uma operação policial, sob o dever específico de proteger seus companheiros; a razoável distância para o alvo e a forma da ferramenta empunhada similar a de uma arma de fogo”.

A vítima, Hélio Barreira Ribeiro, que tinha 46 anos, foi atingida por um tiro de fuzil enquanto pregava uma lona no terraço de sua casa. O cabo do BOPE se encontrava a 30 metros de distância quando efetuou o disparo, segundo laudo do Instituto de Criminalística Carlos Éboli. Os tiros acertaram o pulmão e o coração do fiscal de supermercado. Até ser absolvido pela Justiça, o PM respondia ao processo em liberdade.

Anúncios
Esse post foi publicado em Textos do BH. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s