Oposição pede explicações a Mantega sobre queda de ex-presidente da Casa da Moeda

Líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias (PR), protocolou requerimento hoje pedindo que o ministro Mantega vá à Comissão de Assuntos Econômicos

A oposição do governo no Senado, através do líder do PSDB na Casa, senador Álvaro Dias (PR), protocolou hoje (06/02) requerimento no qual pede que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, dê explicações à Comissão de Assuntos Econômicos quanto à demissão do presidente da Casa da Moeda, Luiz Felipe Denucci – acusado de corrupção. Em outro documento, a oposição também requisitou a ida do ex-presidente da instituição ao Senado.

Além das duas convocações, os líderes da base contrária ao governo devem apresentar a qualquer momento um requerimento para que José Martins – presidente da empresa responsável por trabalhar no relatório sobre as movimentações financeiras das offshores de Denucci – também dê o seu depoimento sobre o caso, na Comissão de Fiscalização e Controle.

Levando em conta o regimento, a probabilidade é que os requerimentos sejam votados na próxima semana nas respectivas comissões. Por ter minoria no Senado, a oposição terá que contar com uma ajuda extra de possíveis dissidentes da base aliada para aprovar os convites para Mantega e Denucci.

Para Álvaro Dias, as explicações de Mantega estão longe de dar um ponto final na história sobre a saída do presidente da Casa da Moeda e, pelo contrário, envolvem o governo em situação ainda mais delicada. “A fala do ministro compromete ainda mais o governo, mostrando que ele indicou que fez uma escolha política para uma área técnica”, comentou o senador.

Na opinião do tucano, o tratamento diferenciado do Planalto aos ministros do PT envolvidos em irregularidades pode jogar a favor das intenções do bloco antagônico à presidente Dilma Rousseff, facilitando a aprovação dos requerimentos protocolados hoje.

Enquanto isso, o ministro Mantega e o PTB não conseguem convencer quanto à indicação do ex-presidente da Casa da Moeda. Na versão do ministro, o argumento é que o partido é o padrinho político de Denucci. Em direção oposta, o PTB afirma que fez um favor a Mantega  quando sugeriu o nome de Luiz Felipe Denucci para a entidade.

O PTB disse ainda que chegou a alertar o ministro em relação ao envolvimento do ex-presidente da Casa da Moeda com irregularidades.

O Planalto trabalha para esfriar a crise. Denucci foi exonerado após o governo descobrir que a Folha de S. Paulo fazia reportagem sobre esquema com contas no exterior e “offshores”.

Com informações da Folha de S. Paulo

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Textos do BH. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s