Conselho de Ética quer acesso a inquérito que investiga Demóstenes Torres

Em entrevista ao portal de notícias G1, o senador Humberto Costa (PT-PE), relator no Conselho de Ética do processo que investiga o senador de Goiás, Demóstenes Torres (ex-DEM e atualmente sem partido), declarou hoje (14/04) que integrantes do Conselho irão ao Supremo Tribunal Federal, na próxima terça (17/04), para entregar ao ministro Ricardo Lewandowski um pedido de acesso às informações presentes no inquérito aberto contra o senador no STF.

O inquérito ao qual o senador Demóstenes Torres responde diz respeito a uma investigação da Polícia Federal que indica evidências de envolvimento do parlamentar com o bicheiro Carlinhos Cachoeira – detido no dia 29 de fevereiro, suspeito de chefiar um esquema de jogos ilegais.

Já no Conselho de Ética do Senado, Demóstenes responde a um processo por quebra de decoro parlamentar, podendo resultar até mesmo na perda do mandato. Os integrantes do Conselho querem acesso ao inquérito do STF para aproveitar os dados obtidos pela Polícia Federal como embasamento para o relatório final. Em meio à série de denúncias envolvendo seu nome, o senador decidiu por se desfiliar do DEM recentemente.

Na última quinta-feira (12/04) Demóstenes esteve na reunião do Conselho de Ética e reforçou sua posição ao dizer que irá provar sua inocência. A defesa prévia do senador será entregue ao Conselho no dia 25, segundo o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay.

Humberto Costa, relator no Conselho de Ética, que investiga o caso Demóstenes, disse que o acesso a este inquérito será de grande utilidade para a continuidade do processo dentro do próprio Conselho / Imagem - Agência Senado

O senador Humberto Costa explicou que os parlamentares levarão em breve ao relator do caso no STF, ministro Ricardo Lewandowski, um requerimento de autoria do senador Wellinton Dias (PT-PI), que tem por finalidade solicitar o acesso a informações sigilosas que envolvem o ex-senador do DEM. Para Costa, todo este material será de grande utilidade para o desenrolar do processo no Conselho.

“Vamos tentar junto ao STF as informações. Acreditamos que por ser um pedido do Conselho de Ética, o ministro não vá nos negar [o acesso]”, concluiu o senador.

No próximo dia 25 de abril deverá ocorrer uma nova reunião do Conselho de Ética do Senado, momento em que se encerra o prazo para Demóstenes Torres apresentar sua defesa prévia. Neste sábado, o advogado do senador afirmou que a defesa prévia de Demóstenes já começou a ser elaborada.

Ainda de acordo com o que disse Kakay a defesa do senador será entregue por escrito. O advogado deverá fazer a leitura do conteúdo da defesa no próprio dia 25. “Temos uma questão jurídica a resolver que é a defesa do senador no Conselho de Ética. Estamos nos detendo nesta questão neste momento”, afirmou Kakay.

 

Com informações da Agência Senado

Anúncios
Esse post foi publicado em Textos do BH. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s