Seleção masculina de basquete do Brasil é apontada como uma das favoritas em Londres

Anderson Varejão está entre as apostas do forte time de basquete do Brasil

Nesta sexta-feira (27/07) o site da revista ESPN elencou a seleção masculina de basquete entre as top 3 da competição olímpica. A aposta feita pela crítica especializada não é à toa se levarmos em consideração que quatro brasileiros são da NBA – tida por unanimidade como a Liga nacional mais disputada do mundo. Além do trio de gigantes – Tiago Splitter, Nenê Hilário e Anderson Varejão – a seleção conta com um finalizador veloz, Leandrinho Barbosa e o armador Marcelinho Huertas, destaque do forte time do Barcelona.

No ranking da revista, a seleção brasileira aparece atrás apenas de Estados Unidos e Espanha – estando estas duas, há muito, entre as melhores do planeta. Em suas considerações a respeito da equipe do Brasil, a ESPN também não poupou elogios ao técnico Rubén Magnano, comparando-o a Mike Krzyzewski. Para a publicação, o treinador argentino é tão competente e reverenciado como o “Coach K” o é nos EUA.

Na concepção da crítica norte-americana, os comandados de Magnano têm se apresentado de maneira consistente dentro da quadra. Uma das referências utilizadas para a aposta na seleção brasileira foi a vitória – até certo ponto apertada – do Dream Team sobre o Brasil por 80 a 69, em amistoso realizada no último dia 16 de julho, em Washington.

Na ocasião, a seleção finalizou o primeiro quarto vencendo bem, foi quase anulada no segundo – convertendo apenas cinco e levando 20 pontos – e, finalmente, equilibrou a disputa no terceiro e quarto períodos contra o sempre temido time dos EUA.

O elogio vem depois de jogadores como LeBron James, Kevin Durant, Russel Westbrook, Carmelo Anthony, além do técnico Mike Krzyzewski exaltarem a qualidade da exibição brasileira em entrevista coletiva concedida hoje, em Londres.

Mesmo ressaltando a evolução e a força dos brasileiros, a publicação dos EUA mantém o seu País como o favorito para conquistar a medalha de ouro, seguido por outros possíveis candidatos como Espanha, Argentina, Rússia, França e Lituânia. A Seleção terá pela frente no Grupo B: espanhóis, russos, australianos, britânicos e chineses.

Entre os adversários olímpicos, a equipe comandada por Magnano realizou amistosos nos últimos meses contra Estados Unidos, Argentina, França, Austrália, Nigéria e Tunísia. Apenas norte-americanos, argentinos e franceses derrotaram o Brasil, mas em nenhuma das ocasiões a seleção foi batida por uma diferença expressiva de pontos.

 

Fonte: Portal Terra

Anúncios
Esse post foi publicado em Textos do BH. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s