Mano não vê interferências de outros esportes no desempenho do futebol

Para o treinador, o time brasileiro mostrou maturidade para conseguir as duas viradas sobre Honduras e chegar à classificação / Agência Estado

Muito se esperava de atletas do quilate de César Cielo (natação), Fabiana Murer (atletismo) e Lenadro Guilheiro (judô), entre outros tantos nomes da atual geração olímpica do Brasil. Entretanto, infelizmente, não foi bem o que se viu em Londres. É justamente por causa destas decepções que o técnico da seleção brasileira de futebol, Mano Menezes, vem sendo questionado se a performance ruim nas outras modalidades poderá influenciar ainda mais a já pressionada equipe canarinho na busca pelo ouro inédito em Jogos Olímpicos.

“Quando começamos a disputa do futebol e vocês me perguntaram se eu me sentia pressionado pelo fato de o Brasil nunca ter conquistado o ouro olímpico, eu respondi que não tinha nada a ver com as derrotas anteriores. Imagina então se eu tenho alguma coisa a ver com as medalhas que não foram conquistadas em outras modalidades. Nem mais, nem menos (pressão)”, declarou o treinador à equipe do GloboEsporte.com.

Amanhã (07/08) os meninos do Brasil entram em campo para enfrentar a Coreia do Sul, no Old Trafford, em Manchester, em jogo válido pelas semifinais da competição. Em caso de vitória, a seleção brasileira avança a decisão do torneio – a ser disputada no próximo sábado (11/08), em Wembley.

“Estamos nos comportando bem, com a responsabilidade de tentar conseguir algo que o futebol nunca conseguiu. Não nos sentimos mais ou menos pressionados para querer alcançar o nosso objetivo. No futebol só sobram os vencedores. Já estamos acostumados a trabalhar nesse limite e vamos fazer o que sempre fizemos”, afirmou Mano Menezes.

O treinador brasileiro disse ainda que o Brasil soube se postar em campo para conseguir a vaga nas semifinais. Na opinião do técnico, o time mostrou maturidade para conseguir as duas viradas e chegar à classificação.

“Demos uma demonstração diante de Honduras. Sabíamos que íamos enfrentar um adversário duro. Eles marcaram duas vezes e ficaram à frente no placar. Mesmo assim, nós tivemos força e soubemos lidar com essa situação”, finalizou.

Anúncios
Esse post foi publicado em Textos do BH. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s